Home PageCurrent NDEsCompartilhe EQM

Dr. George Rodonaia's EQM

DESCRIÇÃO DA EXPERIÊNCIA:

Dr. George Rondonaia é possuidor de título de Doutor em Medicina e Ph.D em Neuropatologia e Psicologia Religiosa. Recentemente apresentou uma preleção no auditório das Nações Unidas entitulada “A Emergência Global da Espiritualidade”. Antes de emigrar para os Estados Unidos da então Un ião Soviética em 1989, trabalhava como psiquiatra perquisador na Universidade de Moscou.

Dr. Rondonaia participou de um dos casos mais extensos de “experiência clínica de quase morte” registrados nos arquivos. Sua morte foi pronunciada imediatamente após um acidente automobilistico em 1976, e seu corpo foi levado para o necrotério e após três dias, voltou à vida quando o médico legista começou a cortar seu abdomen como parte da autópsia para determinar a “causa mortis”.

Outro importante fato ocorrido com a EQM do Dr Rondonaia –e isso é comum, para muitos- é que ele foi radicalmente transformado em suas crenças. Antes desse fato ele trabalhava como nuropatologista e, então se declarava ateu. Depois dessa experiência êle se devotou exclusivamente  estudando a psicologia de religião. Ele se ordenou sacerdote de Igreja Ortodoxa do Leste Europeu. Hoje ele é Pastor associado da Primeira Igreja Metodista Unida em Nederland, Texas.

“A primeira coisa que me lembro a respeito de minha EQM é que me descobri imerso em total escuridão. Eu não sentia nenhuma dor física; eu estava de algum modo consciente de minha existência como George, e tudo ao meu redor estava escuro, profundamente escuro – uma escuridão como jamais havia sentido uma escuridão assim. Isto estava ao meu redor e oprimia-me, pressionava-me. Eu estava horrificado! Eu não estava preparado para tudo isso. Eu estava chocado de me descobrir que eu existia mas não sabia onde estava. O único pensamento que vinha na minha mente era ‘Como posso estar, quando não estou?’ Era o que me perturbava.

Devagarzinho, eu me agarrei a mim mesmo e comecei a pensar a respeito do que tinha acontecido e o que estava acontecendo. Mas, nada de relaxante ou refrescante me vinha. Porque eu estava nesta escuridão? O que eu estava fazendo? Então eu me lembrei da famosa frase de Descartes:’Eu penso, logo existo’.E que minha responsabilidade era enorme, por eu estar sabendo com certeza que eu ainda estava vivo, embora óbviamente em uma dimensão diferente. Então eu pensei, ‘Se estou existindo, porque não seria positivo?’ Isso é o que veio a  mim. Eu sou George e estou na escuridão, mas eu sei quem eu sou. Eu sou o que sou. Eu não devo ser negativo.

Pensei de novo em ‘como poderia definir o que é positivo nessa escuridão?’. Bem, positivo é luz. Então, súbitamente, eu estava na luz; brilhante firme e forte; uma luz muito brilhante. Era como a luz do ‘flash’de uma camara fotográfica, mas sem piscar-simplesmente brilhante. Constantemente brilhante. Primeiro eu achei o brilho da luz tão intensa que doía. Eu não podia olhar diretamente para a luz. Mas, pouco a pouco, eu comecei me sentir seguro e confortável, e tudo de repente estava bom.

A próxima coisa que aconteceu era que eu via todas estas moléculas se movendo ràpidamente em torno de mim, os átomos, prótons, neutrons se movendo ràpidamente em todos os lugares. Por um lado enquanto isto era totalmente caótico, trazia me uma satisfação de mesmo esse caos, tinha sua simetria. Essa simetria era bela e unificada no todo, e me enchia de tremendo júbilo. Eu via a forma universal da vida e Natureza aplicada em frente meus olhos. Até então, não tinha nenhuma preocupação por  estar fora do meu corpo, porque estava claro para mim que eu não precisava mais dele-que na verdade ele era uma limitação. Tudo nesta experiência se unia junto, assim era difícil para mim colocar os eventos numa sequencia exata. O tempo como eu conhecia vinha em ondas; passado, presente e futuro era como se estivessem de alguma forma fundidos numa unidade de tempo  imensurável de vida. Neste ponto fui remetido a o que é chamado de ‘processo de revisão-de-vida’ por eu ver minha vida do início-ao-fim, de uma vez. Eu participava dos dramas reais de minha  vida como uma imagem holográfica em minha frente. Sem passado, presente ou futuro, simplesmente agora. A realidade de minha vida. Não era como se começasse com meu nascimento e seguisse a minha vida até a Universidade de Moscou. Aparecia tudo de uma vez. Era assim. Esta era a minha vida. Eu não experimentei nenhum senso de erro, faltas, enganos ou grandeza. Tudo o que eu sentia era minha vida como ela era. E eu estava contente com tudo isso. Eu aceitei minha vida como ela é.

Durante todo esse tempo, a Luz irradiava um senso de paz e alegria para mim. Isto era muito positivo. Eu estava feliz em estar na Luz. E entendi o que a Luz representava. Eu aprendi que todads nossas regras física para a vida humana não representa nada quando comparada com a realidade univeersal. E também deu para ver que um ‘buraco negro’é somente outra parte do infinito que é Luz. Eu pude ver esta realidade em todos os lugares. Isto não é simplesmente a vida terrestre, mas a vida no Infinito. Tudo não está somente conectado junto, tudo é sómente Um. Assim eu senti o Todo com a Luz, um senso que tudo estava certo comigo e o Universo.

Lá, estava eu, inundado com todas essas boas coisas e estas maravilhosas experiências, quando alguém começou a fazer uma incisão em meu estômago. Você pode imaginar? O que estava acontecendo é que eu tinha sido levado para o necrotério. Eu fui declarado morto e deixado lá por três dias. Uma investigação das causas que ocasionaram minha “morte”tinha sido determinada, assim foi mandada uma equipe para fazer a autópsia em mim.Quando começaram a cortar meu estômago eu senti uma grande força no meu pescoço me empurrando, para baixo. Essa força foi tão poderosa que eu abri meus olhos e tive uma grande sensação de dor. Meu corpo estava frio e comecei a tremer. Eles imediatamente pararam minha autópsia e me levaram para o hospital onde eu permaneci pelos seguintes nove meses muitos dos quais respirando com ajuda de máquinas.

Lentamente, eu recuperei minha saúde. Mas, eu nunca foi mais a mesma pessoa, porque tudo o que eu queria fazer pelo resto de minha vida era ter mais conhecimentos. Este novo interesse levou me a me matricular na Universidade da Geórgia (RUSSIA) onde eu fiz meu segundo Ph.D em psicologia das religiões. Após isso eu me ordenei sacerdote da Igreja Católica Ortodoxa do Leste. Em 1989, nós (minha família e eu) viemos para a América e estou agora trabalhando com pastor associado para a Primeira Igreja Metodista Unida em Nederland, Texas.

Ninguém que tenha tido esse tipo de experiência com Deus, quem tenha tido esse profundo senso de conexão com a realidade, sabe que essa única e significativa verdade que existe na Vida é o Amor; o amor pela Natureza, o amor pelas pessoas, pelos animais, por todas criações por si própria, sómente por causa disto tudo. Para servir as criações de Deus, com carinho, generosidade e compaixão – Esse é o único siginificado da Existência.

Muitas pessoas rejeitam ou evitam quem teve Experiências de Quase Morte, porque eles têm o senso que temos as respostas. Mas eu sei que isto não é inteiramente verdade. Nenhum de nós terá a compreensão da grande Verdade da Vida até que nós reunamos finalmente com a Eternidade quando morrermos. Mas, por enquanto, é de nossa própria natureza procurar repostas para as questões profundas sobre EQM e imortalidade.